20/08/2019 11:38

Lucro das 3 maiores estatais de capital aberto no 2º trimestre é o maior já registrado, diz Economatica

Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras lucraram, juntas, R$ 28,6 bilhões, com o resultado puxado pela venda de subsidiárias.

Aos lucros das 3 maiores estatais de capital aberto brasileiras (Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras) somaram, juntos, R$ 28,6 bilhões no 2º trimestre. Segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica, trata-se do maior resultado já registrado na série que tem início em 1999, considerando os valores ajustados pela inflação.

Até então, o maior lucro trimestral registrados pelas 3 estatais tinha sido o registrado no 3º trimestre de 2008, quando os ganhos alcançaram R$ 14,83 bilhões – o equivalente a R$ 27,02 bilhões em valores ajustados pelo IPCA.

"De janeiro de 1999 até junho de 2019, são 82 trimestres. Neste período as estatais tiveram prejuízo em 9 oportunidades, uma no quarto trimestre de 1999 e as outras 8 entre o terceiro trimestre de 2014 e o quarto trimestre de 2017", destaca a Economatica.

O maior prejuízo das 3 empresas foi registrado no quarto trimestre de 2015, quando as érdas chegaram a R$ 51,9 bilhões em valores ajustados.

Privatizações impulsionam lucros

Os lucros das estatais foi impulsionado no 2º trimestre pela venda de subsidiárias.

A Petrobras teve lucro líquido de R$ 18,9 bilhões, em resultado puxado pela venda da Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG). Sem essa operação, o lucro líquido ajustado do período foi de R$ 5,2 bilhões.

Segundo a Economatica, o lucro da Petrobras entre abril e junho é o maior lucro de uma empresa de capital aberto para um segundo trimestre desde o ano de 1986 (início da série de dados de empresas de capital aberto), considerando também valores ajustados pelo IPCA.

A Eletrobras (Centrais Elétricas Brasileiras) registrou lucro líquido de R$ 5,56 bilhões no 2º trimestre, alta de 305% na comparação com o mesmo período do ano passado, com o resultado sendo impulsionado pela privatização da Amazonas Energia.

Já o Banco do Brasil registrou lucro líquido contábil de R$ 4,2 bilhões no 2º trimestre. O resultado representa um aumento de 34,2% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Fonte: G 1