01/12/2021 12:01

Projeto Sonho Meu: 50 famílias foram selecionadas na primeira etapa em Amambai

Is allowance instantly strangers applauded
Foto: Raquel Fernandes

Raquel Fernandes (com informações DECOM) 

Nesta segunda-feira, dia 29, a Prefeitura de Amambai divulgou a lista de 50 famílias que serão beneficiadas com o projeto habitacional Sonho Meu. A seleção foi realizada pelo sistema da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) e acompanhada pelo Ministério Público, vereadores e moradores de Amambai, na Câmara de Amambai, às 14h.

Clique AQUI para ver os contemplados

O prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Luiz de Melo Bandeira, criador do projeto, por meio da Lei Municipal nº 2740, de 4 agosto de 2021, agradeceu à Câmara de Amambai pela parceria em tornar o projeto realidade no município. “Todo mês o poder executivo repassa o valor mensal para manutenção do legislativo,  esse repasse é chamado de Duodécimo. Decidimos juntamente com todos os vereadores a destinação desses valores para a construção dessas habitações. As primeiras 50 habitações serão construídas com recursos exclusivos do município”, informou o Prefeito.

O presidente da Câmara, vereador Valter Brito, destacou o empenho de todos os vereadores na concretização do "Sonho Meu".  “Esse projeto nasceu e foi pensado pelo Prefeito e ficou combinado que vamos devolver o duodécimo para investir nesse projeto. Agradeço também a todos os vereadores que estão economizando com os gastos e contribuindo com esse projeto. É uma causa muito boa. São pessoas que não entram em projetos do governo federal e agora têm a chance de ter uma moradia digna”, destacou Brito.

Todas as famílias que estão na lista serão visitadas para conferência das informações fornecidas no sistema da Agehab. Qualquer irregularidade confirmada, a pessoa será desclassificada e a lista seguirá para os próximos contemplados. Foram selecionados 250 nomes, sendo 50 para receber a unidade habitacional já nesta primeira etapa. Os demais nomes ficam na lista reserva.

Confira os 50 contemplados: 

  1. Hilda Benites
  2. Emilia Peralta
  3. Maria Romeiro Ramires
  4. Pastora Lopes
  5. Eloiza Nunes
  6. Cristina Jara
  7. Lucinete de Souza
  8. Valdirene Montiel da Silva
  9. Renata Barbosa
  10. Ana Claudia Lima
  11. Dhenifer Vilhalva da Silva
  12. Dayane Gonçalves Maciel
  13. Jeni Valdes
  14. Maria Rosa Ledesma
  15. Maria Aparecida Ribas Tobias
  16. Ercides Aparecido Correa Duarte
  17. Marineth Benites dos Santos
  18. Julia Recalde da Silva
  19. Marciliana Benites
  20. Ana Alice Lopes
  21. Claudia Torres Ocampos
  22. Regina Chaves Gomes
  23. Jessica Rezende
  24. Aline Duarte
  25. Valcimar de Quadra Santos
  26. Valdelírio de Lima Ortiz
  27. Klayton dos Santos Lima
  28. Ramona Vargas Ricarte
  29. Delmira Moreira Lopes
  30. Gabriel Sanches Alvarenga
  31. Elzira Carmona Barbosa
  32. Telma Morales
  33. Edna Gonçalves
  34. Neide Aparecida Pereira
  35. Silvarina Vasques
  36. Edna Gonçalves
  37. Laudicéia Vilhalba
  38. Reinalda Vaes
  39. Maria Antonia Aguilhera
  40. Zoraide Acosta Souza
  41. Cecília Freitas
  42. Edna Martins
  43. Luzinete Belario
  44. Judite Escobar da Silva
  45. Luzinei Ramires Ricarte
  46. Elodina Castelão
  47. Nita Benites
  48. Juliana Gomes
  49. Maria José do Nascimento
  50. Cleonice Magalhães de Moura

Projeto Sonho Meu

O Sonho Meu foi criado e amparado pela Lei Municipal n.º 2.740, de 04 de agosto de 2021, que está regulamentada pelos Decretos Municipais n.º 623, de 05 de agosto de 2021 e n.º 625, de 06 de agosto de 2021, o qual tem por escopo beneficiar uma faixa de população do município, cuja renda familiar seja de até 1,5 (um e meio) salários mínimos, população essa que se encontra há algum tempo sem amparo ou acesso a qualquer programa habitacional de interesse social disponível, seja em nível estadual ou federal.

Pensando na demanda habitacional e na parcela da população mais carente, a Administração Pública criou o projeto inédito no âmbito municipal, o qual será responsável pela melhoria de vida, por meio da entrega de uma unidade habitacional, onde serão atendidas 50 famílias neste primeiro momento.

Fonte: Grupo A Gazeta