24/06/2020 20:11

Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres de Amambai informa canais de atendimento durante a pandemia

Is allowance instantly strangers applauded

Preocupadas com a situação vivenciada pelas mulheres em tempos de pandemia, a Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres (CPPM) de Amambai e a Subsecretaria de Políticas Públicas Para Mulheres (SPPM) de Mato Grosso do Sul, divulgam canais de atendimento e de denúncia projetados para o momento que estarão atendendo as mulheres em suas necessidades.

Entre as opções para contato está a Delegacia Virtual que possa ser acessada pelo site www.pc.ms.gov.br e o número 180, um serviço 24 horas de utilidade pública, gratuito e confidencial, que tem por objetivo receber denúncias de violência, reclamações sobre os serviços da rede de atendimento à mulher e de orientar as mulheres sobre seus direitos e sobre a legislação vigente, encaminhando-as para outros serviços quando necessário.

Outra plataforma que foi lançada durante a pandemia é a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH) amplia o alcance dos serviços do Disque 100 e do Ligue 180 para o meio digital com aplicativo e pelo site www.ouvidoria.mdh.gov.br .

Segundo a gestora da Coordenadoria no município, Thaynara Nogueira Kappaun, os serviços da Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência, não podem parar, pois são essenciais. "Precisamos assegurar um atendimento ágil, dessa forma pedimos a colaboração de vizinhos e de toda a sociedade para que denunciem as situações de violência", afirmou.

São obrigatórios atendimentos para situações que envolvam: feminicídio; lesão corporal grave ou gravíssima; lesão corporal seguida de morte; ameaça praticada com uso de arma de fogo; estupro; crimes sexuais contra menores de 14 anos ou vulneráveis; descumprimento de medidas protetivas; e crimes contra adolescentes e idosos.

Fonte: Bruna Corrêa/DECOM