26/06/2019 09:05

Administração dá início às ações para a construção do “anel viário” em Amambai

Prefeito Dr. Bandeira se reuniu com corpo técnico nesse domingo (23) para discutir a rota e fazer levantamentos, à pedido do Governo do Estado, sobre áreas à serem desapropriadas para a passagem da via.

Na imagem a faixa dupla em vermelho indica por onde vai passar o traçado de 4,1 quilômetros do anel viário de Amambai em sua primeira etapa. (Imagem: Decom/Prefeitura de Amambai)

Vilson Nascimento

O prefeito Dr. Edinaldo Bandeira, se reuniu nesse domingo, 23 de junho, com o corpo técnico da prefeitura para discutir a implantação da primeira etapa do anel viário, ou rodoanel, em Amambai.

À pedido do Governo do Estado, que irá executar a obra, o prefeito e sua equipe técnica na gestão municipal discutiram e elaboraram da rota do rodoanel, que na primeira etapa terá 4,1 quilômetros de extensão, ligando a Rodovia MS-386, um pouco a frente da Coamo, para quem se desloca no sentido Amambai a Ponta Porã, a Rodovia MS-156 que liga Amambai a Caarapó, na altura do Parque de Exposições do Sindicato Rural.

O prefeito de Amambai. Dr. Bandeira, com o governador Reinaldo Azambuja. Obra do rodoanel começa em 2020 teria garantido o governador à Dr. Bandeira em conversa durante a semana que passou. (Foto: Vilson Nascimento/Arquivo)

Ao longo dos 4,1 quilômetros esse trecho do rodoanel vai cortar várias pequenas propriedades rurais, que terão parte de suas áreas desapropriadas e indenizadas pelo Governo do Estado.

De acordo com o prefeito Dr. Bandeira, durante a reunião de trabalho desse final de semana a equipe técnica da prefeitura também levantou quais serão essas áreas.

Rodoanel vai desafogar tráfego, diz prefeito

O ideal de um anel viário para Amambai é que interligue a MS-386 (Amambai a Ponta Porã) a MS-156 no trecho que liga Amambai a Tacuru, uma obra complexa e extremamente cara tendo em vista a necessidade da construção de ponte e da desapropriação e indenização de parte de áreas de inúmeras pequenas propriedades.

Para o prefeito, Dr. Bandeira, essa primeira parte do rodoanel já será suficiente para aliviar o tráfego pesado, tirando do centro da cidade boa parte dos caminhões e das carretas carregadas, que além de causarem insegurança e deixarem o trânsito lento, por conta do peso também danificam ruas, sobretudo a pavimentação da Avenida Pedro Manvailler, que recebe diariamente o maior fluxo desse tipo de veículo.

Rodoanel começa no ano que vem

Procurado pela reportagem do grupo  A Gazeta o prefeito Dr. Bandeira, informou que a obra do rodoanel começa impreterivelmente no ano que vem.

Segundo o prefeito essa garantia foi dada pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja, duramente conversa com ele no decorrer da semana que passou.

Fonte: A Gazetanews