Gazeta de Amambaí


Terça-Feira, 03 de Outubro de 2017 às 11:02

Nova sala de tomografia vai aumentar o atendimento no Hospital do Câncer

Tomógrafo tem capacidade de realizar até 70 exames por dia

Foi inaugurada na manhã de ontem (2) a nova sala de tomografia no Hospital do Câncer Alfredo Abrão. Foram investidos R$ 1 milhão do próprio Governo do Estado, além de emendas parlamentares de deputados estaduais e federais.

"É uma operação cara, mas o lugar onde a gente consegue fazê-la de forma mais barata e econômica é nos hospitais privados", declarou o secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares.

Foram R$ 500 mil de emendas de deputados federais, R$ 150 mil de recursos próprios do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), e o restante de emendas estaduais.

A demanda própria do Hospital é de 350 exames que antes precisam ser feitos em outras clínicas. Além destes, a capacidade é de atender 1 mil pacientes por mês para realização dos exames de tomografia. Conforme dados do Governo, 98% das pessoas atendidas pelo Hospital são do Sistema Único de Saúde (SUS).

"O exame dos pacientes do SUS nos custa R$ 260. Com a estrutura própria, já existe uma economia de 50% no valor. Então têm os gastos com profissional, a infraestrutura e energia, mas que já são custos do Hospital e que agora vai ser melhor aproveitado", explicou o presidente Claudio Osório Machado.

A estimativa do Governo é de economia não só de dinheiro, como de tempo no tratamento dos pacientes. Conforme o presidente, sem o equipamento, o deslocamento causava desconforto, mesmo com o transporte na ambulância.

"Ter uma estrutura própria fortalece o diagnóstico precoce e, diagnosticar precocemente a doença e se possível antecipar a cura, é o que todos nós esperamos", comentou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

O equipamento ainda precisa de liberação por parte da vigilância sanitária, detalhou o presidente do Hospital. O prazo dado ao Hospital é de até 15 dias para regularizar a documentação e começar o atendimento aos pacientes.

SALA ROBERTO DE OLIVEIRA SILVA

A nova sala de tomografia foi intitulada "Roberto de Oliveira Silva", em homenagem ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Durante a solenidade de lançamento na manhã de hoje, toda a família do governador estava presente no local. Roberto de Oliveira Silva faleceu aos 59 anos, vítima de câncer.

Em seu discurso, o governador ressaltou a importância do diagnóstico precoce para se conseguir o tratamento. "O que levou meu pai a um falecimento aos 59 anos foi justamente não ter um diagnóstico precoce, o que é um desafio para nós hoje. Quanto antes se faz o diagnóstico, mais rápido se pode ter a cura", pontuou.   

Fonte: Correio do Estado

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Saúde

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.