Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 10 de Novembro de 2017 às 13:02

População urbana tem visão positiva do campo

Percentual de pessoas que não relaciona produto final com matéria prima ainda é alto

Uma nova pesquisa sobre a opinião dos brasileiros que vivem em meios urbanos sobre as questões do campo foi divulgada na quarta-feira durante o painel Agronegócio, a Marca do Brasil, na HSM Expo 2017. A pesquisa foi realizada por Plant Project, JH/B2F e Bridge Research com 1022 entrevistados. Segundo as conclusões do estudo, mais de 96% dos entrevistados sentem orgulho do Brasil assumir internacionalmente a sua vocação de país do agronegócio, enquanto que apenas 4% disseram sentir vergonha. Mais de 60% dos pesquisados respondeu que as atividades agropecuárias são as principais do país e a maior fonte de emprego.

Segundo os mesmos entrevistados, 86% deles já possuem algum conhecimento sobre o agronegócio. Sobre o entendimento do setor, 63% descreveram atividades relacionadas a produção e produtividade, sendo que 14% também incluíram atividades de comércio e 5% mencionaram a obtenção de lucros e apenas 3% falaram em uso da tecnologia.

Estimulados a responder sobre alguns produtos industrializados como calçados, etanol, roupas e pneus, apenas 64% concordaram com a afirmação de que esses bens têm origem agropecuária. Entre as regiões do país, a região Norte se mostrou como mais favorável, com 95% dos entrevistados respondendo que são favoráveis ao marketing do Brasil como país do agronegócio.

Para 64% dos participantes da pesquisa a atividade agropecuária no Brasil é moderna e inovadora, sendo que 26% acreditam que ser produtor rural atualmente é estar longe da modernidade. Entre as questões negativas, a pesquisa aponta que 42% dos brasileiros dos meios urbanos acreditam que o agronegócio causa impactos ambientais indesejados, cerca de 35% diz que é necessários o uso de agrotóxicos para a produção em larga escala e 63% afirmaram o contrário.

Para as eleições do ano que vem, 73% dos pesquisados votariam em um candidato à presidência que tivesse como plataforma estabelecer o Brasil como país do agronegócio.

“A maior parte das respostas mostra uma percepção altamente positiva do Agronegócio entre os habitantes das grandes cidades, o que abre espaço para que o setor crie estratégias mais diretas de comunicação com o consumidor, esclarecendo sobretudo pontos sensíveis como os relacionados com segurança alimentar e questões ambientais”, afirma Luiz Fernando Sá, sócio e diretor editorial da Plant Project.

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.