Gazeta de Amambaí


Terça-Feira, 10 de Outubro de 2017 às 09:02

Exportações de carne bovina brasileira crescem 17% em setembro

135.562 toneladas no mês de setembro, de acordo com dados da Abiec

As exportações brasileiras de carne bovina brasileira somaram 135.562 toneladas no mês de setembro, de acordo com dados da Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes). O volume representa uma alta de 17% sobre o total embarcado em setembro do ano passado.

Em termos de faturamento, houve alta de 17,46% sobre o valor contabilizado no mesmo período de 2016, chegando a US$ 556 milhões. No acumulado dos nove primeiros meses do ano o Brasil já exportou 1.061.980 toneladas de carne bovina (US$ 4,3 bilhões), o que representa aumento de 1,84% sobre o montante registrado entre janeiro a setembro do ano passado em volume e 6,61% de alta em faturamento.

Entre os principais importadores da carne bovina brasileira, Hong Kong segue liderando com 32.786 toneladas, ou 56% a mais do que o comercializado em agosto. Em seguida aparece Egito, que importou 21.194 toneladas (aumento de 5,34%), e China, com 17.502 toneladas (alta de 10,98%).

A categoria mais exportada em setembro seguiu sendo a carne in natura, com embarque de 111.933 toneladas e faturamento de US$ 471 milhões – o que significa crescimento de 21,25% sobre setembro de 2016. Na sequência aparecem os miúdos (12.927 toneladas embarcadas), industrializadas (7.456 toneladas), tripas (2.930 toneladas) e salgadas (316 toneladas).

Entre os estados, Mato Grosso se manteve como o que mais exporta carne bovina, com 30.251 toneladas, o que representa um aumento de 42,46% na mesma base de comparação. Em seguida aparece São Paulo (28.397 toneladas) e Goiás (17.143 toneladas). Outro destaque fica por conta do Mato Grosso, que faturou US$ 127.184.240, uma alta de 44,10% sobre o faturado no mesmo período do ano passado.

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.