Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 29 de Dezembro de 2017 às 12:11

Chuvas causam estragos na zona rural em Sete Quedas

Ponte rodou e aterros foram rompidos com a força das águas. Chuvas também provocaram danos em Tacuru e Paranhos.

Clique na Imagem para ampliá-la

A ponte sobre o Córrego Guaçuzinho, que dá acesso a uma importante região produtora sem Sete Quedas foi totalmente destruída pela força das águas. (Fotos: Divulgação)

Vilson Nascimento

As chuvas torrenciais e frequentes registradas nos últimos dias causaram estragos na região Cone Sul de Mato Grosso do Sul.

Em Sete Quedas o grande volume de água destruiu ponte e provocou o rompimento de aterros, broqueando acesso a várias propriedades rurais.

A ponte de madeira sobre o Córrego Guaçuzinho, na rota que liga uma importante região produtora do município à Rodovia MS-160 e consequentemente a cidade de Sete Quedas, que havia sido restaurada no começo deste ano, foi levada por completo.

Segundo a prefeitura local a força das águas também rompeu dois aterros na estrada que liga a MS-165 (linha internacional) da região da Vila Sulina a cidade de Paranhos, passando pelo Assentamento São José do Jatobá.

Esta estrada é uma importante rota de escoamento da produção agropecuária e de acesso a diversas propriedades rurais, sem contar que é a mais utilizada para o acesso entre os dois municípios, Sete Quedas e Paranhos.

Veja AQUI danos provocados pela chuva em Tacuru

Segundo o prefeito de Sete Quedas, Francisco Piroli, o “Chico Piroli”, os prejuízos causados pela chuva no decorrer dessa semana no município ainda são incalculáveis.

De acordo com o prefeito, a prefeitura já está realizando levantamentos dos danos causados e assim que tiverem prontos deverá decretar estado de emergência no município da fronteira.

Na região

Além de Sete Quedas pelo menos outros dois municípios da região já registraram prejuízos por conta do grande volume de chuva dos últimos dias.

Em Tacuru pontes foram destruídas e em Paranhos estradas rurais foram danificadas pela força das águas, segundo o prefeito Dirceu Bettoni.

De acordo com a previsão meteorológica o tempo chuvoso, comum nessa época do ano, deverá permanecer até pelo menos o meio da primeira semana de 2018 na região.

Fonte: A Gazeta News

Veja mais fotos:

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Região

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.