Gazeta de Amambaí


Terça-Feira, 05 de Junho de 2018 às 20:27

Gilmar Mendes manda soltar mais um preso na Lava Jato, o 20º em vinte dias

Antônio Claudio Albernaz Cordeiro será solto, mas terá de cumprir medidas cautelares. Desde maio, ministro do STF já mandou soltar 20 presos por ordem do juiz Marcelo Bretas.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, determinou a soltura do engenheiro agrônomo Antônio Claudio Albernaz Cordeiro, preso desde o mês passado na Operação "Câmbio, Desligo", desdobramento da Operação Lava Jato no Rio, autorizada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal.

A operação investiga doleiros e clientes por lavagem e remessa ilegal de dinheiro e associa o esquema com desvios nos cofres públicos do governo do Rio de Janeiro durante a gestão Sérgio Cabral.

Antônio Claudio Albernaz Cordeiro será solto, mas terá que cumprir as seguinte medidas:

Proibição de manter contato com os demais investigados;

proibição de deixar o país, devendo entregar passaporte em até 48 horas.

Ele já havia sido preso por ordem do juiz Sérgio Moro, de Curitiba, na 26ª fase da Lava Jato, em 2016, que recebeu o nome de Xepa, mas acabou liberado.

Com a decisão, desde o dia 15 de maio, Gilmar Mendes já mandou soltar 20 pessoas presas por ordem de Marcelo Bretas. Na quarta (4), o juiz enviou um ofício ao ministro Gilmar Mendes no qual afirmou que a corrupção não pode ser vista como um crime "menor".

"A repressão à organização criminosa que teria se instalado nos governos do estado e município do Rio de Janeiro haveria, como de fato houve, de receber deste juízo o rigor previsto no Ordenamento Jurídico nacional e internacional", diz trecho do documento.

Fonte: G 1

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Política

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.