Gazeta de Amambaí

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2013 às 22:17

Casal é preso acusado de simular assalto em loja de Sete Quedas

Casal eram caixas de uma loja de móveis e sumularam o assalto para encobrir desvio, diz polícia

Clique na Imagem para ampliá-la

Os cerca de R$ 10,8 mil recuperados. Dinheiro estava na casa de uma vizinha de Pâmela, diz polícia. (Fotos: Divulgação)

Vilson Nascimento

Uma mulher de 20 anos e um rapaz de 23, foram presos e autuados em flagrante acusados de furto e falsa comunicação de crime, na tarde dessa quinta-feira, 5 de setembro, em Sete Quedas, fronteira com o Paraguai.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Polícia Civil em Sete Quedas que comandou as investigações do caso, Dr. Rinaldo Moreira, Pâmela Tainara de Assis Mirandola e Júnior Porto dos Santos trabalhavam como caixa na unidade local da rede de lojas Móveis Gazin, de onde teriam passado a desviar recursos, provocando um rombo no valor de R$ 20 mil reais aos cofres da empresa.

Ao tomar conhecimento que nos próximos dias uma equipe de auditoria estaria na loja para realizar levantamentos sobre as finanças da unidade e, segundo a polícia, sem ter como repor o valor desviado, Júnior e Pâmela teriam simulado um assalto.

Segundo teria relatado o casal à polícia, quando fechavam o expediente na loja, por volta das 20h dessa quarta-feira, 4 de setembro, dois homens armados e usando capuz, teriam invadido o estabelecimento comercial, rendido Pâmela e Júnior, inclusive amarado as mãos do caixa com fitas adesivas e fugido levando cerca de 35 mil reais em dinheiro.

O “suposto roubo” chegou a ser registrado na Delegacia de Polícia Civil de Sete Quedas na manhã dessa quinta-feira (5), mas ao ouvir as “vitimas”, o delegado responsável pelas investigações do caso desconfiou da versão apresentada e determinou a realização de uma apuração mais detalhada, foi quando os investigadores descobriram a farsa e a dupla acabou confessando a falsa comunicação de crime e o furto do dinheiro da loja.

Parte do dinheiro foi recuperado

Após a confissão do casal, a Polícia Civil conseguiu recuperar parte do dinheiro furtado da loja.

Segundo Dr. Rinaldo Moreira, a quantia de R$ 10.814,00, estava na casa de uma vizinha de Pâmela Tainara, juntamente com algumas notas de dólar e guarani, moeda paraguaia.

De acordo com o delegado, diante da situação os caixas foram autuados em flagrante pelos crimes de furto mediante abuso de confiança e falsa comunicação de crime.

Segundo a Polícia Civil, os dois caixas estão presos em celas separadas na cadeia pública de Sete Quedas, a disposição da Justiça.

Fonte: A Gazeta News

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.