Gazeta de Amambaí


Sábado, 30 de Setembro de 2017 às 11:04

Polícia Civil desbarata “boca-de-fumo” em Iguatemi

Ponto de venda de drogas funcionava na Vila Nova Esperança e era comandada por casal, diz delegado.

Clique na Imagem para ampliá-la

Nas fotos o comento da prisão, o material apreendido e o casal preso acusado de manter a “boca-de-fumo” em Iguatemi. (Fotos: Divulgação)

Vilson Nascimento

Após um longo período de investigação e trabalho de monitoramento da localidade, a Polícia Civil desativou no final da tarde dessa sexta-feira, 29 de setembro, um ponto de venda de drogas, também conhecido como “boca-de-fumo”, que funcionava em uma residência localizada na Vila Nova Esperança, em Iguatemi.

Durante a ação, que contou com a atuação conjunta de policiais lotados na Delegacia de Iguatemi e na Delegacia de Polícia Civil de Eldorado, os policiais apreenderam porções de crack, maconha e cocaína, segundo a polícia, tudo já embalado e pronto para ser entregue aos usuários, além de vários outros objetos, segundo a polícia alienados a atividade ilícita.

Segundo o delegado titular de Polícia Civil em Iguatemi, Dr. Thiago de Lucena e Silva, que comandou as investigações do caso, a boca-de-fumo era mantida pelo casal, Júnior Cesar Fernandes dos Santos, de 24 anos, já com passagem pela polícia por roubo e Dalva Alonso Ramires, de 21 anos, que também já teve passagem por “via de fato” (briga).

De acordo com a Polícia Civil a operação que resultou na apreensão da droga e na prisão do casal acusado de manter o esquema de tráfico foi montada após o Poder Judiciário local, por meio do juiz Dr. Eduardo Trevisan, expedir mandando de busca, em atenção à representação do delegado encarregado pelas investigações, Dr. Thiago Lucena e Silva.

Bocas-de-fumo aliciam a causam danos à sociedade

Diferente do tráfico pesado, ou seja, o transporte de grande quantidade de drogas geralmente apreendidas passando pela região, mas que tem como destino grandes centros do País, as “bocas-de-fumo”, são extremamente nocivas para a sociedade local.

São pontos de vendas de drogas como este estourado nesta sexta-feira em Iguatemi que aliciam crianças e adolescentes para o consumo de entorpecentes e alimentam outras ações criminosas como o furto e o roubo, por exemplo, onde, sem dinheiro, o usuário acaba praticando furtos e roubos, muitas vezes tendo como alvo a própria família, para manter o vício.

Fonte: A Gazeta News

Veja mais fotos:

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.