Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018 às 14:13

De que forma negamos Jesus? - por Eloir Vieira

“Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus” (Lucas 12.9).

Negamos Jesus, quando O ignoramos e não cremos na sua Palavra (a Bíblia Sagrada). Negamos Jesus, quando rejeitamos a sua oferta de salvação, não aceitando o seu chamado ao arrependimento, não atendendo aos seus ensinamentos, suas ordens, seus mandamentos. O apóstolo Pedro, negou Jesus por três vezes diante dos homens (Lc 22.54-71). Não perdeu a salvação porque se arrependeu e chorou amargamente; então, verdadeiramente se converteu à Cristo!

Negamos Jesus, quando, após andarmos um tempo na sua presença em comunhão conforme a sua doutrina, e desfalecemos na fé, abandonamos a sã doutrina, voltando às velhas práticas de antes; e se diante de uma ameaça, como fora a de Pedro, negarmos que somos de Cristo para salvarmos a nossa vida terrena, perdemos a vida eterna! Dessa forma, por medo, por vergonha ou timidez, padecemos como incrédulos ou ímpios! Nesta condição, estaríamos negando Jesus; e da mesma maneira Ele também nos negará: “E, digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens, também o Filho do Homem o confessará diante dos anjos e de Deus. Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus” (Lc 12.8,9).

A salvação é de graça, porém há algo que cada ser humano precisa fazer para receber o perdão e a salvação: precisa declarar verbalmente Jesus Cristo como único Salvador e Senhor, confessar: “A saber: Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, será salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Rm 10.9,10).

Ao se desviar propositalmente dos caminhos do Senhor, dificilmente retorna para Deus: “Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação horrível de juízo e ardor de fogo, que há de devorar os adversários” (Hb 10.26,27).

Isto seria como crucificar Jesus novamente: “Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus e as virtudes do século futuro, e recaíram sejam outra vez renovados para arrependimento; pois, assim, quanto a eles, de novo crucificaram o Filho de Deus e o expõem ao vitupério” (Hb 6.4-6). Se negarmos Jesus, Ele também nos negará (2ªTm 2.12). Você está convicto, firme na fé? Deus o abençoe!

Fonte: Eloir Vieira

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Opinião

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.