Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 31 de Agosto de 2018 às 11:07

O bezerro de Ouro - Por Eloir Vieira

“Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber e levantou-se para folgar” (1ªCoríntios 10.7).

Neste capítulo 10 da 1ª carta à igreja de Corinto, o apóstolo Paulo aconselha e alerta aos cristãos, que não sejam idólatras como foram seus antepassados, na tradição dos seus pais. Nesse versículo 7 Paulo se refere ao bezerro de ouro que os israelitas fizeram e o adoraram no deserto, desprezando Deus o SENHOR: “Então, disse o SENHOR a Moisés: Vai, desce; porque o teu povo, que fizeste subir do Egito, se tem corrompido, e depressa se tem desviado do caminho que eu lhes tinha ordenado; fizeram para si um bezerro de fundação, e perante ele se inclinaram, e sacrificaram-lhe, e disseram: Estes são os teus deuses, ó Israel, que te tiraram da terra do Egito” (Êxodo 32.7,8).

Moisés havia subido ao monte Sinai, onde permaneceu por 40 dias e 40 noites (Êx 24.18). Estava com Deus, recebendo a lei e os mandamentos escritos nas pedras. O povo de Israel, que havia sido libertado do Egito e levado para o deserto para adorar o SENHOR, se cansou de esperar ao pé do monte, sob os cuidados de Arão, irmão de Moisés. Os israelitas acharam que Moisés não retornaria mais, e pediram para Arão fazer um ídolo para eles adorarem no lugar de Deus. Arão pediu as joias que eles possuíam, e fazendo uma moldura, derreteu todo o ouro, que ficou com a aparência de um bezerro (Êx 32.19-24).

Essa atitude do povo de Israel transgrediu em cheio o 1º e o 2º Mandamento de Deus, que diz: “Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te curvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR, teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem e faço misericórdia em milhares aos que me amam e guardam os meus mandamentos” (Êx 20.3-6).

Fabricar e adorar ídolos aborrece a Deus, e atrai maldição para si e para seus descendentes até à terceira e quarta geração (5). Essa é a recomendação que o apóstolo Paulo deu aos cristãos da igreja de Corinto e de todo o mundo: “Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber e levantou-se para folgar” (1Co 10.7). O apóstolo Paulo adverte os cristãos: “Portanto, meus amados, fugi da idolatria” (1ªCo 10.14); “Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!” (Rm 11.36); “Ao único Deus, sábio, seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém!” (Rm 16.27).

Fonte: Eloir Vieira

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Opinião

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.