Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 27 de Setembro de 2017 às 10:56

Em espírito e em Verdade - Por Eloir Vieira

“Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade” (Jo 4.24).

Desde o início da humanidade, Deus deixou bem claro o tipo de adoração que Ele prefere. Adoração em espírito e em verdade. Em espírito porque Ele é Espírito (Jo 4.24); em verdade porque Deus é a Verdade (Jr 10.10). A maior adoração a Deus é ser semelhante a Ele; praticar justiça, misericórdia, amor. Ser verdadeiro, temente a Deus, obediente à sua Palavra! Deus plantou um jardim repleto de árvores frutíferas. Colocou o homem para cuidar do seu jardim, e ordenou que se alimentasse dos frutos de todas as árvores, somente não comece e nem tocasse nos frutos de uma única árvore (Gn 2.8-17).

Por que Deus não protegeu a árvore proibida para impedir que o homem a tocasse e comesse do seu fruto? Porque Deus nos ama, e quer obediência por respeito, temor e tremor! Se Deus tivesse protegido a árvore do conhecimento do bem e do mal, o homem não teria comido do seu fruto nem tocado nela, por sua impossibilidade e não por obediência! Assim, hoje também, Deus quer e busca adoradores que O adorem em espírito e em verdade, não forçadamente, por obrigação ou por necessidade!

Deus quer reverência, obediência, fidelidade! Abraão provou sua fidelidade a Deus, ao ponto de sacrificar seu próprio filho a pedido dEle. Não chegou a consumar, porque Deus o impediu, pois, era apenas um teste de fé (Gn 22). Sadraque, Mesaque e Abede Nego, provaram sua fidelidade a Deus, não se prostrando à estátua de Nabucodonosor, mesmo sendo ameaçados de morte. E Deus provou a eles que também é Fiel! Entrou junto deles na fornalha ardente e não deixou que nem um fio de cabelo deles fosse queimado; nem mesmo cheiro de fumaça ficou neles (Dn 3). Daniel, da mesma forma, por não se negar a adorar a Deus, foi jogado numa cova de leões famintos; mas Deus enviou um anjo, que fechou a boca dos leões, não fazendo dano algum a ele (Dn 6). Os discípulos de Cristo foram fieis até a morte, por obediência a Deus e ao seu evangelho. Nenhum desses irmãos foi obrigado a ser obediente e fiel. Foi decisão deles!

Deus quer adoração espontânea! Significado de “espontâneo”: Algo que alguém faz por si mesmo, sem ser incitado ou constrangido por outrem; trata-se de uma ação voluntária, sincera, verdadeira, sem artificialismos ou elementos ensaiados ou estudados; aquela que sai do coração por vontade própria e se manifesta naturalmente, sem ter sido obrigado ou forçado a fazer! Adorar a Deus em espírito e em verdade é ser fiel até a morte, não por obrigação ou por medo, mas por amor, por fé! Muitos fingem adoração, porque na verdade buscam a Deus para pedir algo, e não para agradecer pelo que Deus já fez na sua vida: “Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” (Salmo 51.17). Seja verdadeiro!

Fonte: Eloir Vieira

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Opinião

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.