Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017 às 15:02

R$ 1,5 bi de salário dos servidores estaduais anima o comércio

Em trinta dias a economia de Mato Grosso do Sul vai receber uma injeção de recursos de R$ 1,5 bilhão, conforme o cronograma de pagamento de salário dos servidores anunciado pelo governador Reinaldo Azambuja em entrevista coletiva à imprensa na manhã desta segunda-feira (4.12). O salário de novembro foi creditado hoje e estará disponível nesta terça-feira. O 13º será liberado no próximo dia 14 em uma única parcela e o vencimento de dezembro estará na conta no dia 4 de janeiro.

“Isso para nós será de grande importância”, afirmou Edison Araújo, presidente da Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul (Fecomércio), ao participar da coletiva de imprensa. O comércio é um dos setores que sofre maior impacto positivo com a liberação do salário do funcionalismo. Reinaldo Azambuja afirmou que Mato Grosso do Sul é um dos poucos estados do Brasil que está conseguindo pagar o salário dos servidores em dia e manter investimentos importantes para a população, e isso é resultado da gestão eficiente e responsável. 

“Isso mostra o quanto foi importante as atitudes que tomamos, algumas impopulares até, para sermos hoje um dos poucos estados brasileiros que consegue cumprir com o calendário e com a obrigação do pagamento dos seus servidores, e manter investimentos importantes para as pessoas”. Citou como exemplo a lei aprovada pela Assembleia Legislativa que fixou o teto de gastos. “Hoje somos um Estado responsável, todos os poderes só vão gastar aquilo que arrecada, e isso dá uma estabilidade ao poder público”, pontuou o governador.

Esse modelo de gestão implantado pelo governo de Reinaldo Azambuja foi destacado por Edison Araújo. “Sabemos que todas essas mudanças não são fáceis, porque sempre alguém vai se sentir prejudicado, mas temos que ver o futuro. E não é o futuro só do seu mandato, mas o futuro como um todo, precisamos de políticas que seja de longo prazo, como o senhor tem feito, governador. Esse problema da previdência, se alguém tivesse tomado uma atitude lá atrás não estaríamos sofrendo isso, mas alguém sempre vai estar reclamando. Então, temos que parabenizar toda a sua equipe pelo modelo de gestão e de administração do Estado”, afirmou o presidente da Fecomércio.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Júnior Mochi, que também participou da coletiva de imprensa convocada pelo governador Reinaldo Azambuja, lembrou que os deputados aprovaram muitos projetos encaminhados pelo Executivo, por entender a importância para o Estado. “Muitos desses projetos eram importantes e necessárias para se garantir o equilíbrio das finanças do Estado, e o governador tomou as atitudes que precisavam ser tomadas. Ele fez o que tinha que ser feito”, comentou. 

Como presidente da Fecomércio, Edison Araújo tem percorrido o Brasil participando de eventos do setor que representa. Ele diz que Mato Grosso do Sul tem sido citado com frequência pelo modelo de administrar do governador Reinaldo Azambuja. “Tenho orgulho de dizer que o nosso Estado está em franco desenvolvimento, e quando a gente conversa com os governadores de outros estados, todos elogiam o trabalho que o senhor, governador, vem fazendo a nível nacional. Eles olham o senhor como uma referência”, afirmou. Também participaram da coletiva de imprensa realizada na Governadoria, os representantes de outos Poderes, deputados estaduais e lideranças do setor produtivo.

Fonte: Assomasul

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Nacional

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.