Gazeta de Amambaí


Segunda-Feira, 03 de Dezembro de 2018 às 15:02

Reuniões nesta semana definem mudanças administrativas, diz Reinaldo

“O que eu posso garantir é que o projeto chegará à Assembleia em tempo hábil para ser votado ainda este ano”, afirmou o governador durante agenda nesta manhã

Governador Reinaldo Azambuja em entrevista durante agenda pública na manhã desta segunda-feira (Foto: Marina Pacheco)Governador Reinaldo Azambuja em entrevista durante agenda pública na manhã desta segunda-feira (Foto: Marina Pacheco)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) marcou reuniões com os secretários e técnicos do Governo de Mato Grosso do Sul para definir se fará ou não outra reforma administrativa. O chefe do Executivo diz que baterá o martelo sobre as mudanças e enviará projeto para aprovação da Assembleia Legislativa ainda neste ano.

“O que eu posso garantir é que o projeto chegará à Assembleia em tempo hábil para ser votado ainda este ano”, afirmou Reinaldo durante o lançamento da Operação Boas Festas, na manhã desta segunda-feira (3).

 

O governador destacou ainda que sua gestão já trabalha com estrutura enxuta – 10 secretarias – desde a última reforma, em 2015. “A intenção é fazer algumas adequações para ter uma gestão mais eficiente a partir do ano que vem”, completou.

Sobre o vice-governador eleito, Murilo Zauith (DEM), assumir uma das secretarias ou autarquias, Reinaldo disse que não conversou sobre isso ainda. “Não discutimos isso ainda, mas o Murilo foi eleito como vice, mas nada impede dele assumir uma estrutura administrativa, é qualificado para isso, porém não tratamos isso com ele”.

Já sobre mais trocas no secretariado, o governador também disse que não há definições. Mudança já concretizada foi a volta de Carlos Alberto de Assis para o comandado da SAD (Secretaria de Estado de Administração), que fez o então secretário, Édio Viegas, voltar para o posto de adjunto.

Ventila-se também a possibilidade do secretário de Estado de Fazenda, Guaraci Fontana, deixar o cargo porque está se aposentando. Jaime Verruck também teria recebido convite para integrar a equipe da deputada federal Tereza Cristina (DEM) no Ministério da Agricultura.

Nos bastidores, também se fala na criação de agência de desenvolvimento para que Pedro Chaves (PSC) possa comandar. O deputado estadual eleito Coronel David (PSL) é cotado para a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

 

Fonte: Campo Grandenews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Estado

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.