Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 03 de Outubro de 2018 às 13:02

4 vantagens de utilizar sistema de gestão de manutenção nas indústrias

Eficiência, qualidade e redução de custos são um dos principais objetivos das empresas na era da Indústria 4.0. Nesse sentido, a gestão da manutenção surge como uma importante ferramenta para estes objetivos, pois proporciona a otimização do uso dos recursos disponíveis, além de aumentar a capacidade produtiva da empresa, influenciando ainda em aspectos como segurança do trabalho e qualidade da produção.

Segundo o coordenador do PSMI (Programa Senai de Manutenção Industrial) do Senai Empresa, Jeancarlos Lucietto, estima-se que até 2025 a implantação de processos oriundos da Indústria 4.0 pode resultar na redução de 10% a 40% dos custos de manutenção, redução no consumo de energia de 10% a 20% e aumento da produtividade de 10% a 25%.

“Um aspecto que tem muita influência no crescimento de uma empresa é o uso de técnicas e tecnologias no controle da manutenção. A definição de uma estratégia eficiente para a manutenção está diretamente ligada ao alcance de um crescimento sustentável para as empresas”, afirmou Jeancarlos Lucietto.

Atualmente, o Senai Empresa oferece às indústrias um sistema informatizado completo para gestão da manutenção, que possibilita a gestão dos ativos industriais de modo a otimizar o seu uso e garantir a sua disponibilidade para a produção, assegurando a confiabilidade dos processos produtivos por meio da aplicação de planos e indicadores de manutenção.

“A utilização de um Sistema de Gestão de Manutenção significa, primeiramente, a certeza de que você terá mais segurança em sua empresa, pois equipamentos com manutenção em dia tendem a ter menos falhas, e consequentemente menos acidentes. Além disto, problemas por desgaste precoce das peças e outros componentes das suas máquinas também serão reduzidos”, completou o coordenador do PSMI do Senai Empresa, que elencou os principais benefícios da utilização de um sistema de gestão de manutenção.

Confira abaixo:

1 - Aumento da produção e da qualidade

Com o foco da manutenção em ações preventivas e a redução do número de manutenções corretivas, os equipamentos se mantêm por mais tempo em funcionamento, sem apresentar problemas, e isso melhora diretamente a qualidade e o volume da produção.

2 - Segurança

O número de acidentes em máquinas e equipamentos é um índice preocupante para toda indústria. Muitos destes acidentes estão relacionados à falha em máquinas por problemas de manutenção e, na maioria das vezes, poderiam ser evitados com um melhor planejamento e controle da manutenção.

3 – Otimização e redução de custos

Quando se investe em planejamento de manutenção reduz-se desperdícios e retrabalho na produção e otimiza-se o uso das máquinas da empresa, já que se perde menos tempo com a máquina parada ou realizando ajustes. O planejamento da manutenção também reduz o custo na aquisição de peças de reposição, pois permite negociar os preços com os fornecedores com maior antecedência.

4 - Indicadores de manutenção

O Planejamento e Controle da Manutenção é a área da empresa que implanta e monitora os indicadores de performance da manutenção, que auxiliam na qualidade da manutenção em geral e melhoram o desempenho operacional. O uso de indicadores de manutenção agrupa as causas dos reparos em categorias separadas por ciclo de vida do equipamento, facilitando a identificação de onde concentrar os esforços para elevar a confiabilidade da produção. Existem indicadores que monitoram a confiabilidade da manutenção, a qualidade e tempo de execução dos serviços, o custo de manutenção e a previsão de falhas, além de dados estatísticos e todo o histórico de manutenção para a tomada de decisão. 

Fonte: Fiems

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Estado

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.