Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 14 de Março de 2018 às 06:02

Indústria de MS volta a registrar saldo positivo na geração de empregos

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, voltou a registrar, em janeiro deste ano, saldo positivo na geração de empregos, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. No primeiro mês do ano, foram efetuadas 4.378 contratações e 3.880 demissões, resultando em um saldo de 498 postos de trabalho.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, o saldo positivo do ano no setor industrial pode ser creditado aos segmentos da construção (+152), de alimentos e bebidas (+133), química (+70), mecânica (+62), têxtil, confecção e vestuário (+55) e metalúrgica (+36). “Além disso, nos últimos 12 meses, os maiores saldos foram registrados pelos segmentos de alimentos e bebidas (+688), de papel, papelão, editorial e gráfica (+236), da borracha, couros, peles e similares (+213) e de madeira e do mobiliário (+86)”, detalhou.

Ele explica que, com esse saldo positivo, o conjunto das atividades industriais em Mato Grosso do Sul encerrou o mês de janeiro de 2018 com 120.504 trabalhadores empregados, indicando aumento de 0,41% em relação a dezembro de 2017, quando o contingente ficou em 120.006 funcionários. “Atualmente, a atividade industrial responde por 19,1% de todo o emprego formal existente no Estado, ficando atrás dos setores de serviços, que emprega 190.608 trabalhadores e tem participação equivalente a 30,2%, de comércio, com 125.569 empregados e 19,9%, e de administração pública, com 122.468 empregados ou 19,4%”, informou.

Detalhamento

No mês de janeiro, 88 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 978 vagas, com destaque para abate de reses, exceto suínos (+126), obras especializadas para construção (+74), obras de terraplenagem (+70), construção de edifícios (+61) e fabricação de álcool (+58). Por outro lado, 85 atividades industriais apresentaram saldo negativo, ocasionando o fechamento de 480 vagas, com destaque para construção de rodovias e ferrovias (-98), fabricação de açúcar em bruto (-42) e fabricação de brinquedos e jogos recreativos (-21).

Em relação aos municípios, constatou-se que em 34 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação em janeiro de 2018, com destaque para Campo Grande (+343), Nova Andradina (+83), Naviraí (+41), Itaquiraí (+34), Sidrolândia (+32), Rochedo (+27), Aquidauana (+25), Eldorado (+24), Dois Irmãos do Buriti (+23) e Dourados (+22). Por outro lado, em 29 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, com destaque para Corumbá (-70), Três Lagoas (-50), Fátima do Sul (-30), Costa Rica (-25) e Maracaju (-22).

Fonte: Fiems

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Estado

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.