Gazeta de Amambaí

Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018 às 11:02

Mato Grosso do Sul recupera R$ 36 milhões devidos de FGTS

Em todo o Brasil, o valor ficou em mais de R$ 4,1 bilhões

Fiscalização do Ministério do Trabalho recolheu, nos três primeiros trimestres de 2018, mais de R$ 36,5 milhões em Mato Grosso do Sul para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por meio de autuações realizadas pela Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT). Em todo o Brasil, o valor ficou em mais de R$ 4,1 bilhões.

O resultado nacional é 19% superior ao alcançado no mesmo período de 2017 – que totalizou R$ 3,43 bilhões de FGTS e de Contribuição Social – e 53 % superior ao valor de R$ 2,67 bilhões, arrecadado no mesmo período em 2016.

“Só de valores arrecadados em ação fiscal, ou seja, valores atrasados depositados pelos empregadores após o início da fiscalização, foram recuperados R$ 242 milhões em 2018”, ressalta o auditor-fiscal do Trabalho Jefferson de Morais Toledo. Ele informa que, a partir de novembro de 2019, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a prescrição do FGTS passará a ser de cinco anos, em vez dos 30 anos atuais.

Jefferson Toledo explica que o trabalho da Força-Tarefa de Fiscalização de Grandes Devedores de FGTS (FT-FGTS), constituída em fins de 2016 com o objetivo de fiscalizar os empregadores com maior indício de débito do país, tem contribuído para a melhoria dos valores alcançados. “A Força-Tarefa foi responsável por notificar e recolher cerca de R$ 1,4 bi de FGTS e Contribuição Sindical no período”, ressalta.

O auditor-fiscal esclarece ainda que, com o advento do eSocial, a SIT está preparando alterações em seus sistemas de fiscalização, para que seja possível a realização de um acompanhamento ainda mais efetivo dos débitos do FGTS.

Fonte: Correio do Estado
Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Notícia impressa em 21/11/2018 02:09:28 através da url: http://agazetanews.com.br/imprimir/139855